História

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Constituiu-se em sessão de oito de fevereiro de 1932 o Conselho da Ordem dos Advogados Brasileiros, Secção de Pernambuco. Já tinha existência o Instituto dos Advogados de Pernambuco, e foi precisamente na sede deste (no segundo andar do Palácio da Justiça, à Praça da República) que se reuniram naquela data os fundadores da Seccional pernambucana.

Compareceram à sessão de fundação os advogados Joaquim Inácio de Almeida Amazonas, Antônio Vicente de Andrade Bezerra, Tomás de Oliveira Lôbo, Arsênio Meira de Vasconcelos e Artur Tavares de Moura.
Aclamado pelos presentes para assumir a presidência daquela primeira sessão, Joaquim Amazonas assim o fez, passando-se em seguida à eleição da Diretoria do Conselho. Os votos deram a presidência ao próprio Joaquim Amazonas e a vice-presidência a Andrade Bezerra, ficando como Secretário Artur de Moura e como Tesoureiro Tomás Lôbo.

A 30 de junho, anunciou-se a realização de uma Assembléia Geral, com o fim de reunir todos os advogados inscritos e de eleger mais dez membros para o conselho da Ordem.

A Assembléia reuniu-se a três de julho, no salão do Júri (Palácio da Justiça), com um comparecimento bastante expressivo. Na ocasião, procedeu-se à eleição de dez novos componentes do Conselho, tendo sido escolhidos os seguintes nomes: João Paes de Carvalho Barros, José Joaquim de Almeida, Amaro Gomes Pedrosa, Mário de Almeida Castro, Liberalino de Almeida, Antônio Amazonas de Almeida, Raimundo Diniz Barreto, Ângelo de Souza, Francisco Barreto Campelo e Domingos Marques Vieira.

(Trecho do livro A OAB e sua Trajetória, do Prof. Nelson Saldanha, Recife, 1982 – Reeditado em 2007).
Saiba mais…



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.