OAB Petrolina desenvolve ação parceria com Unimed pelo Outubro Rosa

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

De forma a estimular o envolvimento das advogadas da região a se envolverem na mobilização do Outubro Rosa, a Subseção da OAB em Petrolina fez uma parceria com a Unimed Vale do São Francisco. Como parte da campanha, as profissionais da advocacia contratantes do plano de saúde terão facilidade no agendamento de consulta e de exames preventivos na área de ginecologia.

A iniciativa ocorrerá entre os dias 18 e 25 desse mês. Para ter acesso à comodidade basta as interessadas entrarem em contato com a OAB Petrolina pelo telefone (87) 3261.3494.

Mais – Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no país, cerca de 28% dos casos novos anuais da moléstia são de mama. De forma mais rara, a doença também acomete os homens, representando aproximadamente 1% do total. Em 2016, foram diagnosticadas quase 57.960 ocorrências do problema. Levantamento do órgão aponta que, em 2013, dos 14.388 óbitos causados pelo câncer de mama, 14.206 foram mulheres e 181 homens.

Considerando que quatro e cada cinco casos ocorrem após os 50 anos, a idade é um importante fator de risco para o câncer de mama. Entretanto, há outros elementos que podem aumentar o risco para a doença, como questões ambientais e comportamentais, da história reprodutiva e hormonal e genéticos e hereditários. Como parte deles estão obesidade, sedentarismo, histórico familiar, primeira menstruação antes dos 12 anos, não ter tido filhos nem amamentado, uso de contraceptivos hormonais, primeira gravidez após os 30 anos e parar de menstruar após os 55 anos, entre outros.

Prevenção – A adoção de hábitos de vida saudáveis figura como uma das principais formas de prevenção ao câncer de mama. Praticar atividades físicas regularmente, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, manter o peso corporal adequado e aderir a uma alimentação saudável estão entre as indicações do Inca como formas de precaução.

O autoexame nos seios deve ser feito periodicamente. Os principais sinais e sintomas são caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito e/ou saída espontânea de líquido dos mamilos; e nódulos na região das axilas ou no pescoço. A orientação é que, diante de alterações mamárias do tipo, o serviço de saúde seja buscado imediatamente para a realização do diagnóstico ou não de câncer de mama.