Após pleito da OAB-PE, Caixa determina atendimento exclusivo para advogados em agências de Pernambuco

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Atendendo mais um pleito da OAB Pernambuco, a Caixa Econômica Federal disponibilizará atendimento exclusivo para advogados e advogadas em período determinado em todas as agências do estado. A decisão visa agilizar o processo de recebimento dos alvarás, RPVs e precatórios e recebimento dos seus clientes. Os atendimentos, exclusivos para inscritos na OAB-PE, começam a valer a partir de amanhã (3) e seguem até o dia 14 de julho, das 14h às 15h. 

Todas as agências estarão realizando o atendimento destinado aos advogados, mas cada uma só paga os alvarás dos depósitos judiciais a ela vinculados. Se o alvará não for destinado especificamente para uma determinada agência, é necessário localizar o código da agência que corresponde dos 4 primeiros dígitos da conta judicial (ID do depósito) e, em seguida, consultar a agência diretamente no site da Caixa.

Para o presidente da OAB-PE, Bruno Baptista, esta é uma conquista significativa para advocacia pernambucana. “Nós nos empenhamos todos os dias para assegurar que as melhores alternativas sejam viabilizadas para os advogados e advogadas de Pernambuco, principalmente agora que estamos passando por períodos tão difíceis. Garantir o acesso ao que é direito deles é nossa prioridade”, disse. 

É importante destacar que, em virtude da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), recomenda-se o comparecimento individualizado às agências (exceto em situações excepcionais), uso de máscaras e observando as medidas de distanciamento social e higiene recomendadas pelas autoridades de saúde. 

“Esta é uma oportunidade importante para que todos os advogados e advogadas levantem seus créditos e, também, viabilizem o recebimento dos seus clientes. A OAB-PE está sempre atenta às demandas e solicitações da advocacia, trabalhando de maneira contínua para que todas sejam atendidas da maneira mais célere possível”, comenta o diretor tesoureiro da OAB-PE, Frederico Duarte.