Entrega da Medalha Joaquim Amazonas é marcada por emoção na OAB-PE

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

O Auditório Fernando Santa Cruz, na sede da OAB Pernambuco, foi o palco, nesta quinta-feira (22), da outorga da Medalha do Mérito Joaquim Amazonas, concedida pela seccional pernambucana aos advogados e advogadas que completaram 50 anos consecutivos de carreira sem nenhuma infração ético-disciplinar. Ao todo, dezoito homenageados receberam a medalha das mãos do presidente da OAB-PE, Bruno Baptista.

Para Bruno, a entrega da Medalha de Mérito Joaquim Amazonas é uma das mais emocionantes solenidades realizadas pela seccional. “É uma enorme satisfação estar aqui hoje, fazendo a entrega desta honraria a todos vocês. Ainda mais, por acreditar que este é um dos maiores reconhecimentos que podemos ter dentro da nossa profissão. Vocês são, sem dúvida, um espelho para todos os advogados e advogadas, principalmente aos que iniciaram agora na profissão”, comentou.

Bruno Baptista comandou a solenidade ao lado de parte da diretoria da instituição: a vice-presidente Ingrid Zanella, a secretária-geral Ana Luiza Mousinho, e do conselheiro federal, Leonardo Accioly. Também compuseram a mesa o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Pernambuco (CAAPE), Fernando Ribeiro Lins, do diretor-geral da Escola Superior de Advocacia (ESA-PE), Mário Guimarães, do presidente o Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-PE, Marcus Lins, e do desembargador do TRT6, Ruy Salatiel.

Virgílio Barros representou os agraciados e agraciadas com a medalha e contou um pouco, em discurso emocionado, sobre a sua trajetória dentro da advocacia. A solenidade contou, ainda, com a apresentação do Coral Ariano Suassuna, formado por advogados e advogadas inscritos na entidade.