I Congresso da Mulher Advogada de Pernambuco é realizado pela OAB Pernambuco

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Abordando temas como os novos crimes e o futuro do Código de Processo Penal, a reforma trabalhista e perspectivas previdenciárias, impactos do novo Código de Processo Civil e as novas formas de família brasileira, dentre inúmeros outros temas de relevância para advocacia, a OAB Pernambuco realizou o I Congresso da Mulher Advogada de Pernambuco (COMAPE), nesta quarta (31/10) e quinta-feira (1/11), na nova sede da instituição.

A presidente da Comissão da Mulher Advogada de Pernambuco e diretora da OAB-PE, Ana Luiza Mousinho, destacou a política afirmativa no Plano de Valorização da Mulher Advogada dentro da gestão da Ordem no estado. “A OAB Pernambuco vem trabalhando de maneira contínua para assegurar as prerrogativas da mulher advogada, assegurando a presença de todas elas dentro dos nossos espaços”, comentou.

Um Edital de Chamada de Mulheres Palestrantes também foi anunciado durante a abertura do COMAPE. O documento foi criado com o objetivo de servir como um cadastro de mulheres palestrantes, sendo a base para a inserção da mulher advogada em todos os eventos realizados pela ESA-PE.

O presidente da OAB-PE, Ronnie Preuss Duarte, fez a abertura do evento ladeado por Ana Luiza Mousinho, pelo presidente da Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA-PE), Carlos Neves, pela diretora acadêmica da ESA-PE, Isabela Lessa, pela coordenadora geral de pós-graduação da ESA-PE, Emília Queiroz, pela secretária da mulher de Pernambuco, Silvia Cordeiro e pelo conselheiro seccional da OAB-PE e representante da AGU, Marcos Aurélio Peixoto.