OAB e Instituto Maria da Penha realizam evento pelo fim da violência contra a mulher

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

No ano em que se comemora 13 anos da Lei Maria da Penha, a OAB Pernambuco, por meio da Comissão da Mulher Advogada, em parceria com o Instituto Maria da Penha, realizou uma roda de debates dentro da mobilização “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, na última terça-feira (19), no plenário da seccional.

Fabiana Leite, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-PE, explica o papel da Ordem nesta luta: “A OAB é a porta-voz da sociedade e, por isso, precisamos ser agentes na luta contra a violência contra a mulher. Neste evento, firmamos uma parceria com o Instituto Maria da Penha e, com isso, ampliamos as redes de apoio às mulheres, indo além do nosso compromisso com a advocacia. Reforçamos, portanto, nosso compromisso com a sociedade civil na defesa e na garantia dos direitos”.

Regina Célia, vice-presidente do Instituto Maria da Penha, enfatizou a importância da união das instituições em prol da defesa da mulher. “Nós percebemos que após 13 anos de criação da Lei Maria da Penha, ainda é extremamente necessário que haja o fortalecimento do relacionamento entre as instituições para apoiar as mulheres. Ainda encontramos resistência na seleção de mulheres no mercado de trabalho e culturalmente e o crescimento da mulher no mundo jurídico, infelizmente, ainda deixa a desejar”, pontuou Regina.

A campanha “16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero” é uma mobilização internacional de combate à violência contra mulheres e meninas. Ela acontece todos os anos, entre 25 de novembro, Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, e 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Foi iniciada durante o primeiro encontro do Women’s Global Leadership Institute em 1991, mas no Brasil, é realizada desde 2003.