OAB-PE abre Mês da Advocacia com Tribuna das Prerrogativas em Garanhuns

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

A OAB-PE abriu o calendário de eventos do Mês da Advocacia 2019 nesta quinta-feira (1), em Garanhuns (Agreste), com mais uma edição do programa Tribunal das Prerrogativas, iniciativa da Comissão de Defesa, Assistência e prerrogativas (CDAP). O presidente Bruno Baptista comandou a reunião, realizada na Câmara Municipal, ao lado dos presidentes da subseccional, Jorge Wellington, e da CDAP, Carlos Barros. Ele destacou o simbolismo de iniciar o calendário de ações do Mês da Advocacia com o Tribuna das Prerrogativas e pelo interior.

“Nada melhor que começar o Mês da Advocacia com esse evento, que simboliza a meta-síntese da nossa gestão (triênio 2019-2021). Quando assumimos, colocamos a defesa das prerrogativas e a interiorização das ações da OAB como nossos pilares. E estamos aqui, em Garanhuns, trazendo o Tribunal das Prerrogativas, para ouvir a advocacia da região sobre os problemas que eles estão enfrentando e a OAB acompanhar e apoiá-los no que for necessário”, afirmou o presidente da OAB-PE.

Em torno de 50 advogados e advogadas de Garanhuns e cidades vizinhas participaram do evento. Os representantes da CDAP relacionaram os relatos de desrespeito às prerrogativas e de problemas de atendimento à advocacia durante o evento. “Vamos pegar essas informações e atuar para buscar corrigi-los. É muito importante essa participação dos advogados e advogadas para fortalecer nossa atuação”, disse o presidente da CDAP, Carlos Barros.

O presidente da OAB Garanhuns, Jorge Wellington, falou da importância da seccional levar eventos como este para o interior. “Cumpre uma promessa da gestão e contempla a advocacia do interior, que vem sofrendo com problemas muito particulares, como ausência de magistrados nas comarcas, falta de estrutura de atendimento aos advogados, entre outros”.

“Vamos continuar fortalecendo a defesa das prerrogativas e o trabalho da CDAP. Essa reunião foi importante também para levar à advocacia de Garanhuns e região como eles podem acessar a nossa comissão de prerrogativas e mostrar que estamos próximos dos advogados e advogadas em todas as partes do Estado”, resumiu Bruno Baptista.

Esta foi a terceira edição do projeto Tribuna das Prerrogativas, que visa abrir a palavra para os advogados e advogadas relataram violações às prerrogativas e problemas que afetam a advocacia. As duas primeiras edições aconteceram em Caruaru (Agreste) e Petrolina (Sertão) e o objetivo é percorrer todas as 25 subsecções do estado.