OAB-PE institui mais um marco de gestão ao apresentar Plano de Cargo, Carreira e Remuneração para os funcionários da instituição

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Adotando práticas de modernização administrativa, a OAB Pernambuco instituiu, nesta segunda-feira (5), um Plano de Cargo, Carreira e Remuneração para valorização dos profissionais que fazem parte da instituição. Sob a consultoria da Deloitte, multinacional presente em mais de 150 países e que atua há mais de um século no Brasil, foram revisados os organogramas, definidas atribuições e serão feitos reajustes remuneratórios para valorizar o capital humano. A iniciativa faz parte do sistema de governança corporativa adotado no início da gestão do presidente Ronnie Duarte.

A apresentação do plano reuniu os funcionários OAB-PE, CAAPE e ESA-PE no Plenário da nova sede e contou com a presença do presidente Ronnie Duarte, do secretário geral, Fernando Ribeiro Lins, da diretora tesoureira, Silvia Nogueira, do presidente da CAAPE, Bruno Baptista, e do presidente da ESA-PE, Carlos Neves.

O sócio da Deloitte Edson Cedraz explicou aos funcionários que o plano objetiva o desenvolvimento pessoal de cada profissional e o equilíbrio entre entrega e remuneração. “Os funcionários passarão por uma avaliação por competência e metas. Queremos traçar uma trilha de reconhecimento e estamos definindo critérios de seleção, remuneração e promoção. Queremos que vocês usem o plano de cargo e carreira como um instrumento de crescimento pessoal. Quando vocês crescem individualmente, a Ordem também cresce”, disse.

Após uma análise que compara os salários pagos pela OAB-PE com os pagos por outras empresas instituicionais, a Deloitte construiu uma tabela com uma estrutura de remuneração para ajustar a OAB ao mercado. Cedraz também esclareceu que o tempo de serviço não é mais relevante para progressão remuneratória. “Não há crescimento automático porque o funcionário é mais antigo. O cumprimento de metas e a avaliação funcional são os critérios que devem ser considerados. O tempo na função importa para, mediante o acúmulo de experiência, facilitar o atingimento das metas”, ressaltou.

O presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte, reforçou o compromisso da OAB-PE em remodelar a estrutura organizacional para valorizar os profissionais. “Hoje, dentro de um compromisso assumido de trazer para a OAB as ferramentas de gestão existentes nas grandes corporações privadas, profissionalizando e trazendo impessoalidade nas políticas de Recursos Humanos, fizemos uma importante entrega: o PPCR. Com isso, trazemos estabilidade, deixamos claras as regras para a progressão funcional e valorizamos o nosso mais importante ativo, que são as pessoas, os nossos funcionários”, destacou.