OAB-PE lança campanha #CarnavalSemAssédio

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

A OAB-PE, por meio da Comissão de Direitos Humanos e com apoio da Comissão da Mulher Advogada, lançou, na noite desta terça-feira (19), a campanha #CarnavalSemAssédio, com o objetivo de combater a violência e a importunação sexual contra as mulheres no período das festas de momo. O evento de lançamento aconteceu no Café Liberal, no Bairro do Recife, e contou com a presença de representantes das Secretarias da Mulher do Recife e Pernambuco. Compuseram a mesa no ato do lançamento: Bruno Baptista, presidente da OAB-PE; Ingrid Zanella, vice-presidente da OAB-PE; Ana Luiza Mousinho, secretária-geral; Patricia Maaze, vice-presidente da CAAPE; Fabiana Leite, presidente da Comissão da Mulher Advogada; e Cláudio Ferreira, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-PE.

Na ocasião, Bruno Baptista reforçou o apoio da OAB-PE às diversas instituições do Estado e às organizações não governamentais envolvidas na campanha, como o coletivo do aplicativo Mete a Colher, no qual mulheres podem ter seus relatos de assédio compartilhados e receber apoio emocional, orientação jurídica ou até inserção no mercado de trabalho.

A campanha contará com a distribuição de tatuagens temporárias nos polos da folia, fitinhas e folders educativos com orientações número telefones úteis para denúncias. O material será distribuído em fóruns do Recife, universidades e na sede da OAB-PE.

“A OAB está cada vez mais inserida nesta temática e atenta às pautas dos Direitos Humanos, dos Direitos Sociais e dos Direitos da Mulher. Estamos muito felizes em estar participando deste momento. É uma campanha iniciando uma época de Carnaval em que é cada vez mais importante ratificarmos que estamos juntos. A sociedade civil pode contar, sim, com a OAB em todos os sentidos. Esta causa é inteiramente nossa”, comentou a vice-presidente da seccional, Ingrid Zanella.

Reafirmando o compromisso da OAB com a defesa do Estado Democrático de Direito, a secretária-geral Ana Luiza Mousinho reforçou o apoio da instituição às causas da sociedade civil: “Precisamos olhar para a sociedade cuidando das pessoas e unirmos esforços para combater e evitar que o assédio seja algo comum e tolerável em qualquer época do ano”. O evento foi encerrado com um pocket show da cantora Flaira Ferro, com muito frevo, já em clima de Carnaval.