OAB-PE tem dia dedicado ao debate da consciência negra

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Debater o racismo, os desafios da comunidade negra e valorizar a cultura afro. Esses foram os eixos centrais do “1° Talk de Direito Antidiscriminatório”, realizado nesta segunda-feira (25) no auditório da OAB-PE, uma iniciativa da Comissão de Igualdade Racial (CIR) em parceria com o grupo de juristas negras Abayomi, e que contou com palestras, debates e apresentações culturais. O evento celebrou o Dia da Consciência Negra, lembrado em 20 de novembro.

Durante toda a tarde, advogadas e professoras debateram o racismo e os desafios da comunidade negra, principalmente das mulheres, para galgarem espaço na sociedade. Entre as palestras, houve apresentações culturais, caso da capoeira e da dança. “O dia de hoje foi um marco para a OAB, porque a gente conseguiu trabalhar o direito contra a discriminação e estamos trazendo a comunidade negra para dentro da Casa da Cidadania, trazendo as pautas da população negra”, afirmou a presidente da CIR, Juliane Lima.

“Foi uma excelente oportunidade para a gente poder contribuir com o debate. Isso mostra que a OAB é aberta, é voltada para o cidadão e a cidadania”, declarou o presidente da OAB-PE, Bruno Baptista.

Além de Bruno Baptista e da presidente da CIR, Juliane Lima, o conselheiro federal Leonardo Acciolly, a conselheira seccional Manuela Alves e o diretor-geral da ESA, Mario Guimarães, estiveram presentes no evento.