OAB Pernambuco lança o programa Advogar e Empreender

18 março de 2021

Pioneiro e inovador, o programa é voltado para a jovem advocacia pernambucana

A noite da última quarta-feira, 17 de março, entrou para história da OAB Pernambuco com o lançamento do programa pioneiro Advogar e Empreender. Idealizado pela seccional pernambucana, em conjunto com os braços assistencial e educacional, CAAPE e ESA-PE, respectivamente, o programa tem como objetivo auxiliar jovens advogados – com até cinco anos de inscrição na Ordem – no início da jornada profissional. 

O lançamento, que aconteceu num formato virtual em virtude da pandemia do coronavírus, contou com a participação do presidente da OAB-PE, Bruno Baptista; da vice-presidente, Ingrid Zanella; do presidente da CAAPE, Fernando Ribeiro Lins; do diretor da ESA-PE, Mário Guimarães; dos palestrantes e professores, Silvio Meira e Renan Hannouche. A condução dos trabalhos foi feita pela advogada e jornalista, Cacyone Gomes. 

Emocionado, Bruno Baptista ressaltou que a semente para criação do programa já estava semeada desde a época da campanha, ainda em 2018. “O nosso objetivo sempre foi dar suporte à jovem advocacia, justamente por entendermos que o início é sempre mais difícil e os cenários são quase sempre novos e cheios de incerteza”, disse. “Mas é com muita alegria que este sonho sonhado coletivamente saiu do papel e ganhou forma, corpo e agora está aí pronto para ajudar os mais de 13 mil jovens advogados do estado”. 

Mesmo antes do lançamento oficial do Advogar e Empreender,  a OAB Pernambuco já havia aprovado, em sessão do Conselho Pleno, a ampliação dos descontos na anuidade para a jovem advocacia. Eles podem ser de 20% a 50%, dependendo do ano de inscrição. “Entendemos que a junção destas duas iniciativas será de imensa valia para os jovens advogados, visto que o valor poupado no pagamento da anuidade pode ser investidos, por exemplo, nos benefícios oferecidos pelo Advogar e Empreender”, completou Bruno Baptista. 

Para a vice-presidente, Ingrid Zanella, o programa foi lançado em um momento crucial. “Estamos vivendo tempos muito difíceis e começar uma jornada diante deste cenário é ainda mais desafiador. Por isso, acredito que o conhecimento e a tecnologia são importantes aliados nesse processo. Eu sou uma grande entusiasta do Advogar e Empreender, porque acredito que este é, sem falsa modéstia, o melhor programa já lançado em prol da jovem advocacia – inclusive à nível nacional”, disse. 

Sempre em busca de novas parcerias e benefícios para advocacia pernambucana, a CAAPE exercerá um papel ainda maior dentro do Advogar e Empreender. “Além dos benefícios que já colocamos à disposição dos advogados e advogadas, trazemos algo a mais para os colegas que estão começando. As duas novidades são: o Promad, que é um software jurídico que ajudará na implementação das rotinas dos seus escritórios, onde conseguimos assinatura gratuita por 6 meses – e estamos trabalhando para ampliação deste prazo; e a parceria com a Celere Contabilidade, onde os jovens advogados poderão ter, a preço reduzido, assessoria contábil de qualidade”, explicou o presidente da CAAPE, Fernando Ribeiro Lins. 

Mário Guimarães, diretor da Escola Superior de Advocacia (ESA-PE), reafirma o compromisso com a jovem advocacia. “A Escola já está próxima da jovem advocacia pelo seu próprio DNA, então, estando na nossa essência, fico muito feliz em podermos participar efetivamente desse grande programa. Praticamente todos os nossos projetos já são voltados para os jovens advogados, mas viemos com destaques importantes dentro do Advogar e Empreender: projeto Meu Primeiro Token, onde forneceremos, de forma gratuita, o token para os advogados cadastrados; assim como também iremos subsidiar 50% do valor da primeira certificação digital. Esta é a nossa forma de abraçar esse projeto tão bem pensado e desenhado pelo presidente Bruno Baptista”, finaliza.

Voltar para as notícias