Palestras e talkshows marcam a programação do Mês da Mulher Advogada

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Na defesa contínua pela prerrogativa das mulheres advogadas e pelo combate à discriminação de gênero, a OAB Pernambuco, por meio da Comissão da Mulher Advogada (CDMA), realiza durante o mês de março – mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher – o evento “Mulher, trajetórias e desafios”, que abordará temas como empreendedorismo, sexismo acadêmico, a mulher negra na advocacia e o transfeminismo em quatro eventos realizados nos dias 20, 25 e 27 de março, na sede da seccional pernambucana.

“A OAB-PE, por meio da Comissão da Mulher Advogada, têm estado cada vez mais próxima das advogadas. Nosso objetivo é que não só as mulheres advogadas se conscientizem da importância dessa luta, mas como toda a sociedade. Por isso, pensamos cuidadosamente as ações, de forma que possamos debater temas primordiais e levar conhecimento através da informação embasada de palestrantes gabaritados”, disse a presidente da CDMA, Fabiana Leite.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site da Escola Superior da Advocacia (esape.com.br). As vagas são limitadas. As inscrições devem ser realizadas para cada dia individualmente. Quem tiver interesse em participar de toda a programação, deve efetuar as três inscrições: uma para cada dia. Abaixo está a programação completa com os links para as inscrições.

Entre as convidadas estarão a vice-presidente da OAB-PE, Ingrid Zanella, a secretária-geral, Ana Luiza Mousinho, a vice-presidente da Comissão Especial de Diversidade Sexual e Gênero do CFOAB, Adriana Rocha, a primeira advogada trans do estado, Robeyonce Lima, a empreendedora social Daniela Rorato e a doutora em Direito Civil-Constitucional pela UFPE, Catarina Oliveira. Elas serão algumas das palestrantes que irão compor os eventos durante o mês.

Para o presidente da OAB-PE, Bruno Baptista, o debate de temas de tamanha relevância são fundamentais no processo de luta para igualdade de gênero. “Por sermos defensores do Estado Democrático de Direito, não poderíamos nos isentar de estimular cada vez mais a luta pela igualdade de gênero. E entendemos que não há melhor forma de o fazê-lo do que nos munindo de pessoas competentes para tratar temas de alta relevância”, comenta.

Desde o início do mês, a OAB-PE vem trabalhando ações voltadas para temática da mulher, iniciando com a campanha #CarnavalSemAssédio, encabeçada pela CDMA e pela Comissão de Direitos Humanos. Na sequência, nos dias 8 e 14 de março, integrantes de diversas comissões da seccional realizaram uma ação de conscientização no Fórum Rodolfo Aureliano, no Recife, e no Fórum Trabalhista da Imbiribeira, distribuindo panfletos sobre as prerrogativas da mulher advogada. No dia Dia Internacional da Mulher, a sede da Ordem no estado foi totalmente iluminada com a cor lilás – símbolo da luta pela igualdade de gênero.

Confira a programação abaixo:

Dia 20/03 – Mês da Mulher | Dia 1
Local: Auditório da OAB-PE
Horário: 18h às 22h

Palestrantes:
1. Ingrid Zanella | Vice-presidente da OAB-PE – Empreendedorismo feminino;
2. Daniela Rorato – 45 milhões de mães de pessoas com deficiência;
3. Catarina Oliveira – Análise do discurso machista na jurisprudência brasileira;
4. Robeyoncé Lima – Transfeminismo;
5. Chiara Ramos – Mulher negra no sistema de justiça: uma análise sob a ótica de interseccionalidade.

Inscrições para o Dia 1, clique aqui

 

Dia 25/03 – Mês da Mulher Advogada | Dia 2
Local: Auditório da OAB-PE
Horário: 14h às 18h

Palestrantes:
1. Adriana Rocha – O passivo legislativo em políticas afirmativas para mulheres no Brasil: é possível um jogo democrático com cartas marcadas?
2. Carol Lobato – A feminização da pobreza e a importância das políticas públicas para mulher;
3. Maria Lúcia Barbosa – O sexismo acadêmico como reflexo da colonialidade do saber;
4. Juliane Lima – Advocacia negra no mercado de trabalho.

Inscrições para o Dia 2, clique aqui

Dia 27/03 – Mês da Mulher Advogada | Dia 3
Local: Auditório da OAB-PE
Horário: 14h às 17h30

Palestrantes:
1ª mesa
1. Maria Rita – O papel da mulher na família hoje;
2. Andrea Campos – Da mulher-propriedade à mulher apropriada de si: um caminho e um direito real
3. Carolina Ferraz – A família contemporânea na era da emancipação feminina: já acabou o tempo que a mulher só dizia xô galinha, cala boca menino?
4. Luciana Brasileiro – O contexto do feminino nas famílias simultâneas;
5. Sara Luz – O complexo de Adão: A concubina e os direitos patrimoniais.

2ª mesa
1. Bianca Rocha – Feminicídio e as diretrizes estaduais;
2. Renata Celeste – Violência simbólica e práticas reprodutoras da desigualdade de gênero;
3. Clarissa Marques – Exploração de mulheres: a perpetuação de estratégias econômicas a partir da “natureza barata”;
4. Yumara Vasconcelos – Violência no trabalho.

Inscrições para o Dia 3, clique aqui