TJPE vai implantar nova versão do Processo Judicial Eletrônico

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Do site do TJPE

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) vai implantar a nova versão do Processo Judicial Eletrônico (PJe 2.1). Com a atualização, novas funcionalidades passarão a integrar a plataforma. A implantação acontecerá das 19h30 do dia 19 de junho até o dia 22 de junho e, durante esse período, o sistema ficará indisponível. Os feitos de urgência deverão ser encaminhados pelos e-mails funcionais das unidades, disponibilizados no Diário de Justiça Eletrônico e na página do Tribunal.

O Processo Judicial Eletrônico é desenvolvido pelo Conselho Nacional da Justiça (CNJ) em parceria com os diversos Tribunais do país. Entre as melhorias garantidas com o PJe 2.1, estão a implantação do sistema nas unidades criminais do Estado, garantindo mais agilidade e segurança para o andamento dos processos. O layout da ferramenta na nova versão também é mais moderno e funcional, o que deve facilitar o uso por servidores e magistrados. O Comitê Gestor do PJe está responsável por acompanhar a atualização junto com a Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do TJPE (Setic).

De acordo com o CNJ, a versão 2.1 do PJe caracteriza-se pela agregação de novas tecnologias e arquitetura diferenciada, além de estabelecer novos paradigmas para o desenvolvimento do sistema. A plataforma apresenta conceitos de engenharia de software mais atuais, que estimulam a produção de código modularizado e torna o processo de desenvolvimento mais dinâmico, flexível, distributivo e, principalmente, menos suscetível a erros.

Segundo o presidente do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira, o Processo Judicial Eletrônico é prioridade no TJPE. “Esse contexto de pandemia do novo coronavírus reforçou, ainda mais, nossa prioridade em investir em tecnologia para melhorar o serviço que prestamos à sociedade. O PJe nos possibilitou manter os serviços de forma remota com segurança, também para as pessoas, que não precisaram ir às unidades judiciais para dar andamento aos seus processos e mesmo assim tiveram um serviço adequado para as suas necessidades no momento em que mais precisam”, destacou.